Arquivo do mês: novembro 2011

Novidades?! Ou só essência mesmo?

tumblr_m7bjykFG4Z1r7lifio1_250

Decidi unir dois posts em um que estão me perturbando há algum tempo…

Engraçado como algumas situações nos pregam peças, não é verdade?
Fiquei refletindo sobre um remoto tempo, em meados de 1999 (olha lá este ano novamente), debati com um grupo seleto de amigos os quais tenho a honra e o orgulho de assim denominar-lhes até hoje como queridos amigos sobre a essência da alma.
Não me lembro quem começou a discussão ou que se deveu tal tema, porém, esta discussão me marcou e confesso, sempre me pego pensando a respeito.
Óbvio que em determinado momento da minha vida, me arrependei desta conversa porque vira e mexe (estica e puxa!! e viva a turma da xuxa – desculpem-me pela divagação, mas não poderia deixar passa a oportunidade) estes amigos que nesse momento “não são tão queridos assim”, me dão a bronca necessária, indagando: “e a essência da alma que você tanto prega’?
Pronto. Esta pergunta é suficiente para que eu revire os meus olhos e minha cara mude de expressão em aversão.
É quando me arrependo de ter mencionado qualquer fato ou mesmo ter debatido o tema.
Sem mais delongas, defendi naquela ocasião que: cada pessoa tem uma personalidade (é claro que algumas podem ter mais que uma, como muitos que conheço) que a molda. Acredito no determinismo das opiniões e das atitudes.
Tenho plena convicção que esta personalidade a qual na época denominamos como essência da alma será imutável e não importa quanto tempo passe, as suas atitudes podem muito bem transpassar a mesma posição que seria definida em qualquer momento.
Não sei se consegui elucidar perfeitamente o quanto confusa é este axioma.
Mais uma tentativa.
A essência da alma é um elemento, por assim se dizer, transcendental e inerente a qualquer ser humano capaz de moldar e encaixar os padrões que serão repetidos ao longo da vida.
E aonde entram as novidades nisso tudo?
Se houve alguma perceptível mudança, refere-se tão somente a maturidade dos sentimentos que sempre estiveram, todavia, somente floresceram diante das adversidades experimentadas.
Tudo decorre de um motivo perfeitamente justificado.
Por sua vez, conforme as explicações acima, novidades dificilmente surgirão, exclusivamente por decorrerem de um amadurecimento da essência, para o bem ou para mal. Somente depende da sua vontade.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações, Romance

Quando eu me interesso por alguém

tumblr_m7c4g9OV7T1r0fj3bo1_250
“Um dos maiores sucessos por aqui “O interessado dá um jeito”,  na  verdade,  deveria  ter  uma  segunda  parte  na qual eu descreveria o que  eu  faço  quando  me  interesso.
Hoje com a insônia mais do que habitual,  pensei que era o momento ideal.”

Quando eu me interesso por alguém, dificilmente, ele sacará, até porque o meu desinteresse é para disfarçar.
Volto às mais remotas épocas das minhas primeiras paixões em que eu abertamente declarava o amor. Nem preciso dizer que não deu certo. Minha paixão só me ignorou, decidi largar mão e me aproximar daquele que gostava de estar comigo. Fiz uma troca feliz para mim e infeliz para minha paixão que passou a sofrer com ciúmes.
Este padrão segui-se anos a fio.
Receio que até hoje, tenho a incrível capacidade de me desencantar e superar me divertindo à beça na minha “fossa”.
Quando me apaixono, não procuro por beleza exterior, posses ou qualquer futilidade.
Para mim, é imprescindível, sinceridade, inteligência, beleza exterior (aquele brilho que a gente não sabe ao certo de onde vem e o motivo da atração), ter diversificado assuntos, ser convicto e almejar sucesso.
Se possível ter bom humor, cantar, saber dançar, ser companheiro para toda e qualquer hora, me fazer rir quando quero chorar, ler muito, adorar ver filmes e também apreciar meus amigos que não são poucos.
Não pode: ter ciúmes (abomino ceninhas de ciúmes – já aprendi que não resolvem nada e só sufocam), ser grosseiro ou arrogante.
Estão vendo não é fácil ter todos os requisitos que consideram como essenciais que quando considero ter encontrado.
Como já escrevi, demonstro desinteresse. Simultaneamente, descubro tudo sobre quem desejo (até hoje sou uma excelente detetive, inclusive inúmeras amigas já se beneficiaram desta minha qualidade) – do que gosta, músicas, comidas preferidas, amigos em comum…
Deste momento então, começo a participar de grupos que não tinha tanta afinidade, não perco um show do cantor preferido, decoro todas as músicas (ainda bem que tenho uma memória de elefante fotográfica), leio os livros que curte, guardo tudo (principalmente conversas para usar ao seu favor e contra também, tudo graças a minha memória de elefante fotográfica).
Igualmente, posso me desencantar fácil de uma pessoa, basta tomar algumas das atitudes listadas acima ou para seu desprazer não me dar o devido valor, aí, meus leitores, deleto totalmente, bem como excluindo-a do meu convívio.
Contudo, aqueles que considero como especiais e memoráveis jamais esqueço e recordo com enorme carinho, como também aprecio os presentes e os momentos passados.
Serão eternamente levados comigo, pois tais acontecimentos moldaram a pessoa que me tornei hoje. As lições destes relacionamentos me ajudam a melhorar meu atual relacionamento e ainda servem de conselhos absolutos a quem recorre pela minha ajuda.
Por isso, gostaria de agradecê-los por tudo! De coração! 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Pessoal, Romance

Anotações

tumblr_m8wviaKXov1r55d46o1_250

“Nada me é mais precioso do que poder ser eu mesma. Por isso, faço estas anotações com o intuito de manter a minha personalidade completamente intacta. Só assim eu consigo.”
Estas anotações que posto aqui são exclusivamente minhas opiniões para o fim de permanecer com a minha sanidade intacta, o que geralmente eu indago, confesso.

Contudo, me disseram (especialistas, com formação em Curso Superior) que se duvido, estou sã.

Também aprendi que todos somos neuróticos. A neurose está relacionada com a “normalidade”, por assim dizer.

Desta forma, estas anotações são escritas como um desabafo, um diário aberto. Cansei de segredos ou de esconder os meus sentimentos uma vez que tenho profundo trauma de confiança, diria até que é karma. 

Escrever sempre me fez bem. Atualmente, escrever alivia a minha alma. 

Podem até ser anotações ou palavras, porém, para mim, tem um significado de estimação. Trata-se de ser fiel a mim: permanecer única e sincera a tudo, pois quando desejo, consigo reler e me identificar como pessoa, mesmo que duvide. 

Duvidar é uma característica constante desta libriana que acredita na influência dos astros na realização do nosso destino – tudo tem um motivo. 

Adoro filosofar sobre a importância dos acontecimentos como interpretação para absorver os fatos vividos. 

Um dia eu descubro a razão e prometo que quando encontrar as minhas respostas, conto para vocês. Até lá, serão somente anotações, como vocês quiserem entender. 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações, Pessoal

Momento mulherzinha

tumblr_mgc6puV5M51qzftc0o1_250

Definitivamente odeio (detesto esta palavra também: ódio) este termo: “Momento mulherzinha”.
Quanto machismo. Somente um porco chauvinista que sonha com os tempos arcaicos da Idade das Pedras para defender este lema, bem como ainda propagá-lo.
Ora, francamente, mulher é sempre mulher (óbvio!!!). Também nada justifica depreciar a feminilidade de uma mulher que se envaidece, com um tempo só dela para fazer coisas que considera prazerosa.
Sei que advogo em causa própria, todavia, depois de ouvir tantos absurdos e argumentar a minha visão em uma conversa, optei por partilhá-la com vocês também.
É claro que não devemos afastar a crítica à futilidade ou à infantilidade de certas mulheres que pararam no tempo. Nisso concordo plenamente. Nenhum excesso sob qualquer aspecto é válido, pois considero a possibilidade de referir-se à mera cegueira com a qual não deixa espaço a diferença, inclusive, podendo gerar preconceitos.
Logo, se você supõe ainda viver sob a égide dos homens da caverna: deixe-me em paz e em completa serenidade enquanto me arrumo – pensando em qual roupa vestir, os seus respectivos acessórios/colares e afins, combinações de sapatos e bolsas + maquiagem, pois acredito que um blush, um batom e um bom rímel (sim, sou vintage, eu ainda sou da época do rímel e não da máscara de cílios) fazem toda a diferença. 

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações, Pessoal, Saúde e bem-estar, Vícios

Como um piscar dos olhos

72903_527759903922802_71282493_n

Como um piscar dos olhos. A vida mudou. Teve que se adaptar às circunstâncias infelizes ocorridas.
Aprendeu chorando mais do que rindo.
Hoje, pode olhar para trás e perceber o quanto ainda doi.
A dor é latente, pois uma cicatriz aberta ficou.
Tem a consciência de que nada, absolutamente nada, permanece igual.
Ainda duvida se um dia (quem sabe?) superará definitivamente com o escopo tão fugaz de poder voltar a sorrir.
E como um piscar dos olhos, a vida mudou, novamente, surpreendeu-se ao estampar um leve sorriso para o passado, torcendo para que não voltasse aquele momento como um piscar dos olhos. 

Deixe um comentário

Arquivado em Contos