Poesias, discursos e rock´n´roll para dar tempero à vida

tumblr_m840kcWEPQ1rp8fhyo1_500

Não  há nada que me dê tanto prazer quanto ler um bom livro.
Esta foi minha desculpa para começar a escrever aqui.
Desde muito pequena participei de festivais de poesia,  peças de teatro religiosas, apresentações de danças e coral do Instituto Santa Cruz de Campo Mourão.
Foi lá em que surgiram as minhas paixões (prometo contar depois esta) e meu primeiro amor à poesia.
Declamar poesia em um palco me fazia tão bem.
Sempre escolhia alguma coisa que fosse de autoria de Cecília Meireles.
O meu favorito até hoje é este trecho: “Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira.”
Já escrevi sobre a minha predileção sobre a primavera como estação preferida.
Também, sempre fui muito estimulada a ler (tinha uma coleção de livros com as quatro estações do ano com um conto respectivo por dia que foi comprado por meus pais de um caixeiro viajante – lembrando disso tudo, parece-me tão bucólico), bem como a prestigiar qualquer peça cultural ou ir ao cinema sempre que possível, pois morei em muitos lugares distantes e sem muitas opções de lazer. Quando visitava uma cidade maior, me esbaldava!
Minha família sempre incentivou a mim e a minha irmã a consumir o máximo de livros quanto pudéssemos ler e apreciar.
A leitura é imprescindível para lhe dar embasamento à discussão, com uma fundamentação incisiva e perspicaz. Lembrando-se da coerência lógica e das mais diversas formas de redação.
Para uma composição contundente, deve-se ler muito e identificar a modalidade de comunicação empregada na qual o escritor consiga de maneira hábil transmitir  ao receptor claramente a mensagem pretendia.
Pois é, até hoje, recordo-me com perfeição das minhas aulas de interpretação de texto e de redação.
Modéstia à parte, tenho perfeitamente a lembrança das regras e dicas para uma bela compreensão.
Outro motivo talvez se dê ao fato de que adoro uma boa briga oral.
Quem já digladiou comigo, bem o sabe.
Sou capaz de rebater todos os pontos a meu favor. Agradeço isso a minha genética de brilhantes vendedores, políticos e é claro, de metódicos e corretos juristas aos quais me espelho. Foi a minha família que, com a minha avó paterna, impulsionou as mulheres Reis de serem determinadas e independentes.
Nunca tive um tratamento apenas de uma mocinha, sempre me levaram a ultrapassar meus limites, confiando em minha educação e nos valores passados.
Com a integridade da minha família, sinto-me honrada em pertencer ao mesmo grupo familiar que tais pessoas.
Para se obter êxito, em qualquer área, é necessário extravasar e romper seus limites. É uma luta contra si.  Nada melhor do que ouvir um bom e velho rock´n´roll nessas horas. Confesso que por muitas vezes, recorri a ele  como inspiração para escrever ou simplesmente ouvir enquanto digitava para que os meus dedos acompanhassem seus ritmos.
Por isso, desejo a todos um pouco de poesias, discursos e rock´n´roll para dar tempero à vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Contos, Pessoal

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s