Amiga irmã alma gêmea – parte 2: minha flori

Esta é outra querida amiga irmã alma gêmea que não poderia ficar de fora.
Ontem, quando achava que meu dia estava perdido e desanimado, recebo um convite dela para um “Girl´s night out”, estava bem cansada, buscaria meu carro na oficina, mas fazia já um considerável tempo que não pude deixar passar o convite.
Como sempre me diverti horrores, chorei de rir, atualizei os meus acontecimentos e ela também me contou sobre o que anda acontecendo com ela.
Já faz um bom tempo que deixei guardado aqui como rascunho um texto sobre ela que agora tornou-se impossível não homenageá-la.
Parece que foi semana passada: comecei um curso que detestava com todas as minhas forças e como ela mesmo diz “e no meio de tanta gente chata, sem graça, te encontrei” tudo graças a única carteira vazia da aula de práticas.
Eu, era do norte do Paraná; ela, do extremo, do Rio Grande do Sul.
Nós duas mudamos completamente de cidade, abandonando tudo que era confortável para tentar um sonho. Éramos novas na cidade e estávamos a procura de novidades, querendo conhecer tudo e aproveitar. Bastou esta pretensão para que uma amizade duradora se formasse.
Parecia que já nos conhecíamos desde sempre!
Quando desisti do curso, logo depois, ela também desistiu e cada uma seguiu seu caminho de volta às origens, mas sempre mantíamos um constante contato no qual a distância nunca foi uma barreira.
Após o meu retorno novamente aquela cidade onde nossa amizade se iniciou, ela também retornou tempos depois.
É uma sintonia de amizade difícil de descrever a importância dela, pois me conheceu na pior fase da minha vida na qual estava buscando encontrar meios para minha independência financeira e me frustrando por todas as tentativas que busquei. Não era quem eu sentia confortável em ser e por alguma razão inexplicável, ela sempre soube quem eu era, principalmente, naqueles momentos tão difíceis nos quais fui perdendo aos poucos, a confiança no seleto e restrito grupo de pessoas confiáveis.
Apesar dela sempre desejar e torcer pelo melhor na minha vida, ela em nenhum momento deixou de me apoiar ou ficou decepcionada comigo por fazer do extraordinário uma maneira de descontração e/ou motivo de risadas, pois quando meu rímel estava borrado, ela sempre esteve do meu lado, brigando com quem me fazia mal. 

Só queria novamente te agradecer por ser esta amiga de infância que conheci somente há pouco tempo, bastaram unicamente 500 km e uma carteira vazia para que nossa amizade surgisse.
Obrigada por tudo flori!!! 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pessoal

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s