Uma voz aos textos que leio

Assumo o quanto viciada eu sou pelo twitter, mas não tem como não amar?
Por lá, encontrei pessoas  tão queridas especialmente no momento punk da minha vida. Rio muito com a roda de bate papo que se instala.
Nossas pautas vão desde o cotidiano, novelas e programas televisivos, paixões por Ryan Gosling até nas escolhas dos esmaltes (beijos Dani e Cris).
Sério, tem pessoas do outro lado da tela que vibram com minhas conquistas e na mesma intensidade ficam “chatiadas” com os meus aborrecimentos.
Não acredito que nenhuma outra rede social, amizades são unidas por laços que ultrapassam o mundo virtual. Fico feliz quando eu consigo colocar uma voz aos textos que leio. São pessoas tão incríveis e idênticas ao que passam pelos seus tweets.
No twitter, você possa ser tão autêntica de desabafar momentos irritantes, sem explicação alguma quando você apenas quer tirar o stress do ocorrido quase imediatamente alguém se identifica com o fato.
Comecei falando sozinha e agora tenho até horas pré-determinadas para interagir com minha TL.
Diariamente fazem parte do meu vocabulário e para quem não segue as pessoas que sigo não sabem o que eu falo quando digo: edy, memes, Oi Oi Oi, achei que FOCE morrer, menos Luiza que está no Canadá, os posta-comida, se “for podrinho” nem abro
 Agora só falta: “portas em automático” para Belém, Búzios, São Paulo – este ano eu cumpro essa promessa de encontrá-los pessoalmente
!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Divagações

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s