Clarissa Corrêa

Segue o texto devidamente autorizado pela escritora Clarissa Corrêa:

“O amanhã é cheio de surpresas, basta a gente estar com o coração aberto. 
O amor não é uma dança com passos firmes, ele às vezes é uma vertigem. Outras tantas é calmaria, depende de como a gente se comporta e o recebe.
É preciso estar atento – e ao mesmo tempo sossegado – para ter o encontro com o sentimento mais bonito que existe nesse mundo inteirinho.
O amor é um desejo de abraçar forte o outro, com tudo o que ele traz: passado, sonhos, projetos, manias, defeitos, cheiros, gostos.
Amor é querer pensar no que vem depois, ficar sonhando com essa coisa que a gente chama de futuro, vida a dois.
O amor é você pensar em desistir e desistir de ter pensado em desistir ao olhar para cara da pessoa, ao sentir a paz que só aquela presença traz.
O amor é não querer mais ninguém pra dividir as contas e somar os sonhos. É querer proteger o outro de qualquer mal.
O amor é ter vontade de dormir abraçado e acordar junto. É sentir que vale a pena, porque o amor não é só festa, ele também é enterro.
Precisamos enterrar nosso orgulho, prepotência, ciúmes, egoísmo, nossas falhas, desajustes, nosso descompasso.
O amor não é sempre entendimento, mas a busca dele. O amor é uma tentativa eterna.
Só porque acabou não quer dizer que não deu certo e não foi bom. Nem sempre as coisas são eternas. Mas nem por isso deixam de ser especiais.
Entenda que o nosso amor deu certo. E me deixa livre para seguir. Eu prometo que te deixo livre para seguir também.
Detesto histórias sem fim. Todo mundo precisa de um ponto final para poder começar um novo parágrafo. Boa sorte para nós dois. A gente merece.
Guarda as lembranças em algum cantinho da memória e do coração, cuida bem deles e vai.
Para com isso, não fica querendo voltar, resolver as coisas, o que tem que ser será. É isso que dizem e você tem que acreditar em tudo isso.
Muita gente pode rir junto, contar piada, chorar junto, até mesmo impedir algumas lágrimas, mas ninguém vai te conhecer por inteiro. Ninguém.
O outro é como é, não é um deus grego, um príncipe encantado, um herói. É, assim como você, cheio de falhas.
Amor não é jogo, ninguém perde, empata ou é vencedor. Todo mundo se doa por opção, por querer. Na verdade amar é se ganhar de novo.
Chega uma hora em que é preciso dar o adeus definitivo. Não dá pra seguir em frente se a gente não se liberta do que passou.
Uma relação precisa ser saudável. Em um relacionamento você precisa de amor (claro!), mas também de espaço e de uma certa solidão.
Muita gente tem medo da solidão. Que bobagem. Deve ser por isso que embarcam em relações furadas por puro medo.
Minha vida amorosa só começou a andar para a frente quando percebi que eu sou e sempre vou ser a minha melhor companhia.
Certas coisas a gente só aprende com a maturidade. É preciso amadurecer para perceber que ninguém vai te salvar ou socorrer.
Nenhuma relação é garantia de satisfação pura e sem gelo. Nenhum relacionamento te salva dos fantasmas internos.”

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Citações

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s