Desenvolturas em série da garota do rímel borrado: rotulagem

993064_556688297706760_223073525_nVivemos a ditadura da rotulagem: quem você é, deve ter coisas da marca X, pertencer ao grupo Y, estar inscrito nas redes sociais A e B… 
A espontaneidade ficou de lá. Foi renegada. Todos devemos nos comportar de acordo com o padrão estipulado por uma maioria. Uma maioria que não me representa. Nunca representou. Por isso, de tantos questionamentos. Não nasci para seguir sem duvidar. Duvidarei sempre. É uma questão de desconfiança social. 
Há alguns dias atrás, eu postei uma foto no Instagram: “Eu não sou esquisita. Eu sou edição limitada.”.
Já aprendi que dificilmente serei aceita. Tudo bem. Prefiro me manter à vontade no meio de outros “esquisitos” do que fingir aparências por conveniência social. Falsidade me repele.  
É uma defesa da fidelidade de ser quem você é, pura e simplesmente. Ser exclusivo: não viver como gostariam que vivesse, pensasse e agisse. Isso causa maior constrangimento a todos, pois há o rompimento com todo esse fingimento. 
Acreditem, não há nada mais libertador do que poder ser quem você é do jeito que você é ao contrário de ser quem você deveria ser para os outros. Lute pela sua independência também!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Desenvolturas, Pessoal, Vícios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s