Arquivo da categoria: Citações

Amar é…

We-Heart-It

“People think a soul mate is your perfect fit, and that’s what everyone wants. But a true soul mate is a mirror, the person who shows you everything that is holding you back, the person who brings you to your own attention so you can change your life. A true soul mate is probably the most important person you’ll ever meet, because they tear down your walls and smack you awake. But to live with a soul mate forever? Nah. Too painful. Soul mates, they come into your life just to reveal another layer of yourself to you, and then leave. A soul mates purpose is to shake you up, tear apart your ego a little bit, show you your obstacles and addictions, break your heart open so new light can get in, make you so desperate and out of control that you have to transform your life, then introduce you to your spiritual master…”

― Elizabeth Gilbert, Eat, Pray, Love

Não é fácil falar sobre o amor. Não é fácil viver o amor. O amor que você nem sabe que é amor de verdade até que ele se vá; amor que não era amor, era solidão, medo de ficar sozinho e acabou fazendo com que você se apegasse a primeira oportunidade de “para todo sempre, amém” que apareceu. Amor que era mais que amor, como diria Poe, daqueles que atravessam oceanos a nado, – cuidado aqui pois o seu amor por alguém pode atravessar o Atlântico a nado mas o destinatário dos seus sentimentos pode não pular nem uma poça d’água por você.

Amor, facilmente confundível com a atenção dispensada a alguém que supre a inevitável solidão que todos vivemos em algum momento da vida. Carência. Sentimento que se esvai quando se descobre que atenção dispensada de forma livre e espontânea acaba virando demanda, acaba virando obrigação e você já não sabe mais se um dia amou de verdade ou se era carência ou medo de um futuro a um. Com certeza algum “eu te amo” dito aqui valeu a pena… Mas provavelmente não era amor.

Mesmo que não seja conhecida por todos aquela lenda oriental do fio vermelho amarrado ou no dedo ou no tornozelo daqueles que estão destinados a se encontrar pelos caminhos da vida, aconteça o que acontecer, a verdade é que encontros e desencontros fazem parte da nossa existência. Pessoas entram e saem das nossas vidas a todo momento, o que muda é a razão. E você se pergunta, muitas vezes “por que essa pessoa apareceu no meu caminho?” ou “por que eu fui obrigado a ir embora quando tudo o que eu mais queria era ficar?”.

E no fundo, no fundo, a resposta para a primeira pergunta está no fio vermelho dos orientais, no destino, nas leis divinas ou no acaso e a resposta para a segunda pergunta está no fundo do armário, amassada no meio de uns papeis que você jogou ali “para arrumar depois” e fica se enrolando para não fazer o que precisa fazer porque é cansativo, é chato, dá trabalho.

Nem todo mundo tem o sonho de casar com toda aquela pompa e circunstância ou mesmo de casar mas garanto que todo mundo tem vontade de ser feliz a dois. Ser feliz a um é parte fundamental da felicidade em dupla, mas, para isso, precisamos entender que nem tudo está sob nosso controle… A bem da verdade, a maioria das coisas que realmente importam não estão. O amor não está.

É claro que temos escolhas na vida. É claro que abrimos e fechamos portas conforme nossa vontade ou conveniência. Mas às vezes, num desses dias normais que vivemos, corremos e colocamos o braço na porta do elevador, sem outro propósito além de aproveitar que ele está ali no andar e você não tem que esperar ele subir ou descer de novo – fora o fato de ter sempre um inconveniente que fica com a porta aberta mais tempo do que o necessário atrasando a sua vida.

E você entra nesse elevador e vê que nele tem um espelho. E você fica abismado porque nunca viu um espelho que te mostrasse como você é de verdade tão bem quanto esse espelho desse elevador. E você passa a notar coisas que nem imaginava que tinha ou era. E nota também que não importa para onde você olhe, o espelho nunca desiste de te mostrar o seu melhor eu; não tem um lado dele que te engorde mais, te emagreça mais, te deixe maior ou menor. Ele é fiel ao que reflete. Sempre fiel.

O elevador que você correu e enfiou o braço para a porta não fechar, entrou e se maravilhou com o espelho também é um elevador que correu, enfiou o braço para a porta não fechar, entrou e se maravilhou com o espelho; é a sua alma gêmea. É a pessoa para a qual você olha e se enxerga, é quem faz com que você se veja com os olhos de bondade, ternura e amor que você provavelmente nunca se olhou numa exigência absurda de justificar seu eu com os seus defeitos e não reconhecer seus acertos.

Almas gêmeas se reconhecem e não, isso não é balela. Você sabe quando encontra a sua porque não importa se estão juntos há 1 minuto ou há 10 anos, parece que o tempo para vocês não passa igual como passa para as outras pessoas. 5 semanas parecem 5 meses. 5 meses parecem 5 anos. Cada dia parece uma eternidade. Você vive a plenitude da vida sem a menor cerimônia, você não liga de sentar no chão mesmo que ele esteja meio sujo; já que sentou, faz um pic-nic. Você não liga de resolver parar na praia depois de ter ido jantar e andar na areia de sapato; você aproveita e senta na areia e olha o mar, escuta as ondas e sente que a sua companhia vem logo em seguida jogando um casaco nas suas costas, trazendo os braços que te envolvem para que fiquem ali, sentindo a benção da vida em cheiro de maresia.

O amor é muito mais do que ter afinidade com alguém, é muito mais do que “eu te amo” que depois de um tempo fica mecânico; amor é cumplicidade. Amor é se sentir eternamente chegando em casa, se jogando num daqueles puffs gigantescos e aconchegantes e contando como foi eu dia e o que te aflige para o seu melhor amigo, pessoa realmente interessada em te ouvir, aconselhar, ajudar, não a te julgar ou ver defeito em tudo o que você faz. Nem sempre os dias serão fáceis, mas com certeza em todos os que houverem dificuldades você não dorme sem antes resolver a história porque dormir “bunda com bunda” é para quem não está mais nem aí para o que anda acontecendo.

O amor não dá espaço para o orgulho idiota que te impede de pedir desculpas e dizer que errou ou que te impede de aceitar desculpas ao ouvir que o outro errou. O amor não dá espaço para o desprezo pelo o que o outro gosta mesmo quando não é muito do seu estilo porque o amor sabe que é importante para o outro então que se faz o outro feliz, faz você feliz também. O amor não dá espaço para o medo que te faz medir palavras antes de falar sobre algo ou que faz guardar para si coisas porque o outro não entenderia ou porque você acha que seria julgado ao invés de ser compreendido.

O amor que é mais que amor faz com que você se enxergue pelos olhos daquele que te ama. Faz com que o melhor em você resplandeça e que o que precisa ser organizado, seja. Te dá coragem. Te faz olhar o horizonte sabendo que tem algo lá no final que faz com que a jornada valha a pena. O amor mais que amor é o que uma alma gêmea sente pela outra depois de 60 anos de casados vivendo como se estivessem nos primeiros dias da lua de mel.

Por que da citação no começo do texto? Porque muito embora eu concorde com a parte do que é a alma gêmea e do que ela faz por você, eu não consigo acreditar que seja doloroso viver com ela para sempre. O amor da sua vida é geralmente uma escolha; a sua alma gêmea, não. O que não significa que ambos não possam estar na mesma pessoa e essa pessoa não possa estar do seu lado agora. A maior bênção da vida é ter alguém nela que faça com que você entenda porque antes as coisas não deram certo e porque foi tão importante você passar por tudo o que passou até chegar no mesmo balcão que ela numa cafeteria qualquer e os dois pedirem um café preto, forte, ao mesmo tempo, para o mesmo atendente, que fica com cara de espantado olhando os dois enquanto os dois se entreolham e sorriem, despertando o coração um do outro do coma em que estavam, induzidos a isso ou não.

Acontece de almas gêmeas se acharem na vida e não ficarem juntas por uma infinidade de razões que por vezes não têm solução. Acontece de amores só darem certo 50 anos depois do primeiro oi e de toda noite de lua cheia ambos tamparem a lua com o dedão porque lembraram da promessa de que a lua seria sempre a mesma independentemente de onde estivessem e de quando fosse. Acontece de “para sempre, amém” não ser um para sempre; ser, na verdade, uma etapa antes do “para sempre e sempre, amém” se você permitir que assim seja. Amor é tão sublime que te faz pensar que viver sem amar e ser amado é das piores heresias que se pode cometer. E é das piores maldades que se pode fazer a si mesmo.

O amor é uma conquista, é uma luta diária e você participa ativamente dos rumos que cada minuto toma. O amor é o sorriso que você sabe que é só seu, é aquele olhar bobo enquanto você fala com alguém… É a certeza de que quem você abraça é o seu lar. É o seu começo, meio e final feliz. Amar mais que o amor. Poucos sabem o que é isso, o que é sentir que “eu te amo” fica pequeno para tanto sentimento. Se você sabe o que é isso, você sabe que encontrou a sua alma gêmea. E assusta, mesmo. Mas é sinal de que é algo tão precioso que você encontrou o pote de ouro no final do arco-íris.

Que você seja o pote de ouro de alguém.

Que alguém seja o seu pote de ouro.

E que vocês sejam, um do outro, para todo o sempre.

Amém.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Citações, Contos, Divagações, Romance

Não deixa ela escapar

mandy-moore-13866

*Espero que vocês gostem do texto abaixo gentilmente cedido pela Mayara Godoy, publicado em 05 de novembro de 2015 no blog Uma Segunda Qualquer . Segue nossa linha editorial e é realmente muito bom!

“Amigo, ouve o meu conselho: não deixa essa mulher escapar.

Se você olhar pra ela e, por um segundo, parecer que teu mundo parou, não deixa ela escapar.

Se você tiver vontade não só de acordar do lado dela, mas de tomar café da manhã, almoço e jantar com ela, não deixa ela escapar.

Se ela tiver aquela gargalhada maravilhosa que te faz querer fazer as piadas mais bobas só para vê-la (e ouvi-la) rir, não deixa ela ir embora por nada nesse mundo.

Se você sentir aquele frio na espinha toda vez que o nome dela aparece nas notificações do Whatsapp… Meu amigo, a coisa é séria. Você não pode deixá-la escapar.

Se todo e qualquer tempo livre que você tem só fizer sentido se você estiver com ela… Não perde ela, não.

Se aquelas músicas românticas de repente passaram a fazer sentido, tenho uma notícia pra você: você não pode – nem deve – deixar ela fugir.

Não importa o quanto você tenha afirmado e repetido que você é um solteirão convicto, que pra você sábado é dia de bar e domingo, de futebol… Se você perceber que prefere passar os sábados com ela no sofá, e os domingos, com ela na cama… Corre lá agora e diz pra ela que você não vai deixar ela escapar.

Mas faz isso rápido. Porque, pode até ser que ela também não queira escapar, mas, se ela for embora, é muito provável que nunca mais volte.”

Deixe um comentário

Arquivado em Citações, Romance

A geração de mulheres INAMORÁVEIS!

IMG_9712

*Espero que vocês gostem do texto abaixo gentilmente cedido pela Akasha Lincourt, originariamente publicado em Solteira Sinistra o qual foi indicado pela Michelle e uma leitora do blog intercedeu por se tratar da “mesma linha editorial do nosso blog” (realmente amei isso):

“Uma vez, em um bar, ela me disse: “Neste mundo existe pessoas inamorável, e eu sou uma delas”…
Aquilo me intrigou durante toda a noite, uma palavra fora do dicionário que ela usava para se descrever, e por que? A observei enquanto ela, tímida, finalizava mais um copo de cerveja. Eu estava com ela havia quatro horas, quatro horas onde conversamos sobre filosofia, arte, astrologia, cinema e viagens… Quando ela se dirigia ao garçom o bar inteiro parava para vê-la… Tinha seu carro, sua casa e era do tipo que não dependia de ninguém, então por que pensar assim? Teria ela se fechado?
Ela fez uma cara de entediada e me chamou para caminhar enquanto fumava um cigarro, até a saída sorriu e comprimento todo mundo com aquele jeito sapeca de menina do mundo…
Aquilo tudo era muito pequeno e raso para ela, conclui.
Na rua todos passavam apressados, ela se divertia com os animais abandonados, abaixou e entregou sua garrafa de água pró morador da rua, explicou o endereço de uma balada em alemão para um estrangeiro perdido que agradeceu com um sorriso, comprou chicletes de uma criança
E na minha cabeça só ecoava: inamorável.
Foram horas observando aquela garota, até não me aguentar e voltar no assunto… Eu queria entender melhor, eu queria uma definição como num dicionário. Então ela pegou minha mão e me puxou para um bar onde tocava uma banda de rock, ficou em silêncio por longos 30 minutos observando tudo até que disse:
– Olhe ao seu redor, estamos já a um tempo aqui. Durante esse tempo por nós passou uma garota chorando por que seu namorado terminou com ela ontem e hoje já está com outra, pois acredita que pessoas são substituíveis… naquela mesa tem 10 pessoas e elas não conversam entre si pois estão nos seus smartphones, talvez aquela garota de vermelho seja a mulher da vida do cara de azul, mas ele nunca saberá pois é orgulhoso demais para tentar. Veja o rapaz de pólo no bar, é o terceiro copo de martini que ele toma olhando pra loira tentando chamar a atenção do vocalista que fingirá que ela não existe por causa da ruiva e da morena que ele pega em dias alternados, e ele não pode ficar mal perante as outras.
Olhe ao seu redor, não fazemos parte disso, não somos rasos, realmente não fazemos parte disso, entramos sem celular na mão, esperando encontrar pessoas legais, com papos legais, com relações reais e voltamos para casa sozinhos, somos invisíveis num mundo de status onde as pessoas não vão te querer por que você mora longe, ou por que não gostam da sua cor de cabelo ou por que você não curte os beatles, acontece tudo tão rápido que as pessoas estão com preguiça de fazer o mínimo de esforço para conhecer realmente alguém e tudo é medido em likes. Eu passo por essa legião como um fantasma pois eles estão ocupados demais para ver quem está redor enquanto procuram alguém no tinder. E eu me importo? Não mais. Sou inamoravel por que não me importo com nada disso.. Nenhum desse status, não ,e importo em quanto tempo levo para conquistar a pessoa, se ela realmente vale a pena, não me importo se terei que atravessar a cidade para vê-la quando tiver saudades e não me importo se ela me presentear com um ingresso pra ir ver o show dos beatles por que é importante para ela mesmo eu detestando a banda. Por que eu sou assim, e se antes era o que procurávamos em alguém, hoje em dia somos considerados inamoráveis por manter o coração e a mente aberta.”
Naquele momento eu a entendi, e me apaixonei pelo mundo dela.”

Deixe um comentário

Arquivado em Citações

Clarissa Côrrea

IMG_2225
“Agora eu penso assim: isso vale uma marquinha de expressão? Isso vale uma noite de insônia? Isso vale a minha paz? Não, então tchau.”

Deixe um comentário

Arquivado em Citações

Anatole France

e91b80b4cd036f234cce09f75860cffd

“Defendo as minhas imperfeições como se fossem a própria essência do meu ser.”

Deixe um comentário

Arquivado em Citações

Madre Tereza da Calcutá

500d7169d332f89b8af262d62320934f

“Não é o que faz, mas quanto amor você dedica no que faz que realmente importa”.

Deixe um comentário

Arquivado em Citações

Lya Luft

59f11a9d48bb7afbf5f1cadb29fa5e2d
“Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos – para não morrermos soterrados na poeira da banalidade embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim. Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. Algumas vezes é preciso pegar o touro pelos chifres, mergulhar para depois ver o que acontece: porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido.”

Deixe um comentário

Arquivado em Citações