Arquivo da categoria: Resenhas

Dicas para compras no exterior – nova edição

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Depois de tantas novidades, as minhas dicas para compras de maquiagem no exterior (clique aqui) ficaram defasadas. Recentemente, listei para uma das minhas melhores amigas o que ela deveria incluir na lista dela.
É aconselhável manter uma lista antes da viagem com os produtos de desejo, bem como as cores e o preço aqui do Brasil para ter uma noção se compensa ou não. Atualmente, no país encontramos boas opções e marcas de qualidade sendo que alguns deles compensa comprar aqui, inclusive podendo parcelar, o que ajuda muito!
A lista é essencial para não comprar a cor errada ou esquecer alguma coisa que na correria escapou da sua lembrança – como eu sou maníaca por organização eu mantenho uma lista no Excel, o que me ajuda muito quando meus pais viajam, eu só imprimo o que eu quero especificando a marca, o produto, a cor (escolho até 3 dependendo do produto: batom/sombra) e o preço no Brasil (assim eles não brincam por isso).
Além disso, da minha lista eu priorizo aquelas marcas que não encontramos aqui no Brasil e algo que eu use bastante. As minhas marcas favoritas internacionais são Guerlain, Dior, Charlotte Tilbury, Hourglass, Giorgio Armani e Tom Ford (tem uma coleção de batons com nomes masculinos que estou flertando pesadamente).
A Charlotte Tilbury é maquiadora e amiga da Kate Moss (e das it girls britânicas): eu tenho o blush first love, paleta de sombras the vintage vamp, filmstar bronze & glow (que amei! É bem suave mas fez uma boa diferença na minha pele) e o tão falado Charlotte´s magic cream (é um hidratante que ela usava e fazia toda a diferença nos backstages, apenas testei uma única vez quando usar mais faço uma resenha). Me arrependi horrores de não ter comprado antes a sua paleta de iluminador/bronzer e seu creme mágico (juro que fiquei um ano sonhando com eles)!
Da Hourglass ainda só tenho o iluminador/blush mood light que eu gosto bastante porque dá um efeito suave de leve brilho nada muito afetado com uns tons rosados puxados para o roxo que eu costumo usar durante o dia. Testei uma vez na Sephora a base com este mesmo efeito mas não notei praticamente nenhuma diferença (apenas uns brilhinhos que não compensavam para mim o alto valor dele).
Meus achados favoritos são os pincéis da Real Techniques (de outras duas maquiadoras inglesas) que são bem macios e param de pé (além da maciez, outro fator que acredito ser essencial é que não saem pelinhos dele);se você quer investir em outrso pincéis internacionais eu amo meu kit da Coastal Scents (já tenho há uns 5 anos e não decepcionaram: estão inteirinhos ainda) e outro kit que tenho é da ecottols (só que miniatura: travel size); 
a paleta da wet n wild (as cores são bem pigmentadas e garantem um efeito como se eu tivesse passado mais de uma sombra); qualquer rímel da Maybelline (eles nunca me decepcionaram até hoje); a caneta delineadora do Marc Jacobs; a base da dermablend (se você procura uma base de alta cobertura com efeito leve ela é a indicada!) e o kit de sobrancelhas brow shaping kit da Benefit.
Os meus eternos queridos são: base dior nude, teint miracle e a nova da touch éclat; o corretivo/iluminador touch éclat da Yves Saint Laurent (já falei várias vezes que compro o kit com 2 que vende no duty free); o iluminador météorites perles e o rímel le 2 (são dois rímeis: de um lado vem um de tamanho normal e do outro lado um menor para os cantos dos olhos e da parte debaixo dos cílios) ambos da Guerlain; sombras cremosas da Dior, Giorgio Armani (eyes to kill) e Chanel.
Em relação a hidratantes, compro para manter meu estoque do Génefique e Visonnaire, demaquilante bifacil, sit tight (funciona logo depois que passo já sinto queimar).
Outra dica importante é dar uma olhada nos sites de lojas de departamentos internacionais para ver as novidades que estão circulando por lá e ainda não chegaram, além de ter uma noção do preço. Se você já tem as bases que indiquei acima, estou namorando um pó compacto da Givenchy que a minha irmã comprou e amou (ela tem a pele mista) e a base da Marc jacobs. Não sou muito fã da minha base face and body da MAC (primeira base importada que comprei e me arrependi), acredito que não gostaria dessa também.
Por enquanto, só testei uma vez da Marc Jacobs e gostei. Se não investiria lá fora agora em bases que encontramos aqui nem na marca da MAC que podemos comprar com mais facilidade aqui (sinceramente, não é tudo isso que muita gente fala: ela tem uma boa variedade de cores, mas não gosto dos seus pincéis. Parece que as coleções tem cores mais bonitas, gosto bastante dos produtos mineralize (mineral) que são baked dela).
Quanto aos perfumes, teve uma época que todos os meus resolveram acabar e eu acabei investindo algumas viagens passadas e agora só compro aqueles  kits travel sizes (miniaturas) justamente para viagens curtas que só levo bagagem de mão ou para deixar na minha bolsa.
Se você tiver alguma dúvida, deixe um comentário que eu respondo com as minhas impressões!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Beleza, Dicas, Maquiagem, Resenhas, Viagem

E um pouco de vaidade cai bem

20140613_120324
Quem me acompanha no instagram há um bom tempo sabe que testei aqueles bb creams de farmácia. Até agora não dei retorno aqui. Pois bem. Quem nunca pirou com as maquiagens de preços camaradas que encontramos nas farmácias que atire a primeira pedra.

Eu testei em semanas com climas variados (agradeçam à loucura climática que ocorre em Curitiba).
Os produtos testados foram: BB Cream da L´Oréal e Dream Fresh BB Cream da Maybelline.
Não satisfeita, também aproveitei no embalo e adquiri a base líquida Pure Makeup da Maybelline.

Para quem não sabe ainda o que são BB Creams:
BB Cream significa Beauty Balm ou Blemish Balm. Ele surgiu na Ásia.
O BB Cream promete unir em um único produto várias funções que dependerão da proposta ofertada no produto tais como: base, hidratante, protetor solar, primer, antirrugas, entre outras. Ele é uma oportunidade para quem não tem paciência de fazer todo o ritual de beleza, substituindo diversos outros produtos, bastando apenas aplicar este único.
A praticidade dele é o seu diferencial.

Abaixo seguem minhas impressões sobre eles:
1) O BB Cream da L´Oréal promete tratar a pele, uniformizando-a que seria adaptável à pele mista a oleosa da brasileira. Além disso, suavizaria imperfeiões e ação antibrilho com tem proteção UV FPS 20.

O que eu achei:
Ele é bom, mas óbvio que não seria mil maravilhas, nada de “creme milagroso” e não cumpre muito bem todas as cinco funções anunciadas. É uma base. Só isso.
A textura dele é boa (de média a alta), cobre muito bem. Ele deve ser aplicado com os dedos.

Pontos negativos:
A cor mesmo clara é bem mais escura do que meu tom de pele. a cor clara puxada para o amarelo, fica estranho se não espalhar bem (a adaptação dele não é tudo isso, não), transfere bastante. Não substitui o protetor solar como vem indicado no rótulo. Portanto, se você procura um BB cream fiel, este não será o seu produto ideal.

2) Dream Fresh BB Cream da Maybelline.
O Drema Fresh BB promete unir oito benefícios quais sejam: protetor solar FPS 30, hidratante, iluminar a pele, suavizar e disfarçar as imperfeições, adaptável ao tom de pele, realçar a beleza da pele, além de ser oil free.

O que eu achei dele:
A cor dele é boa. De fato, foi o BB Cream que melhor adaptou-se ao tom da minha pele. O tom claro é puxado para o rosado. A sua cobertura é de leve a média. Não transfere como o da L´Oréal. Deixa a pele levemente iluminada, não substituindo um iluminador. Foi o que eu mais gostei do efeito na pele, os outros ficaram um pouco esquisitos por causa do tom dos produtos que não se adaptaram tão bem à minha pele fantasmagórica.

Pontos negativos:
A abertura do seu aplicador é grande e corre o risco de sair mais produto do que o desejado, vazando e desperdiçando o BB Cream. Cobriu bem as imperfeições apesar de ter a cobertura mais leve dos três, mas eu não abandonaria o corretivo do ritual.

3) Base líquida Pure Makeup da Maybelline
Sei que não é BB Cream, mas acabei comprando junto com os dois, pois, para mim, BB Cream nada mais é uma base e pronto. Ele tem a função de combater a oleosidade, anti-brilho, anti-imperfeições. Cobertura matte e sensação leve. Segundo informações na embalagem, contém camomila para ajudar a acalmar a pele. Possui vitaminas E e B5.

O que eu achei dele:
Tem uma cobertura de média a alta. Deve tomar cuidado ao passar para não pesar. Reduziu os poros.


Pontos negativos:
Novamente, o aplicador do produto tem a tendência de vazar. A cor mais clara não ficou legal para minha pele. É mais rosado do que o BB Cream. Transfere também. Tenho a pele sensível e não observei ou senti que acalmou a pele. Não tem proteção solar.

Prognóstico final:
Como já escrevi acima, nunca vi tanta diferença entre o BB Cream e uma base comum. Talvez, seja a razão para que eu tenha demorado tanto para comprar e testar algum deles.
A maioria das bases que compramos tem algum diferencial que inclui iluminador, antirrugas, proteção solar, etc.
Contudo, a finalidade primordial do BB Cream é substituir a base e os demais hidratantes utilizados. O BB Cream propõe uma praticidade que ao mesmo tempo, promete as mais variadas funções. É bem duvidável que em um único produto seja possível aliar tantas funções e que sejam cumpridas totalmente.
Depois de um tempo de ter adquiridos os BB Creams, não deixei de lado minhas bases favoritas para o dia-a-dia, continuo usando-as, tão somente passando o BB Cream em dias que estou atrasada ou com pressa. Também costumo levar na nécessaire em casos de viagens de poucos dias e não posso levar tanta coisa (uma base para o dia e outra para noite, por exemplo) pela sua praticidade.

Informações adicionais:
Julia Petit;
Beleza e Saúde.

Deixe um comentário

Arquivado em Maquiagem, Resenhas, Sem categoria

Dicas rápidas de maquiagem: baked

maquiagem baked
Há um tempo atrás neste post aqui, eu falei sobre a maquiagem baked e surgiram algumas dúvidas…
Hoje, fiz outro vídeo explicando melhor:


Para quem não sabe, maquiagem baked significa que tem um processo diferenciado de fabricação do que daquela maquiagem comum da nossa penteadeira que são prensadas, diminuindo a luminosidade perdida no calor.
No caso da baked, não é prensa, mas ela é assada entre 24 e 48 horas. Esta técnica retira a umidade do produto, para dar o efeito abalado do produto, da maior pigmentação, garantindo-lhe maior cintilância. Adoro o acabamento do mix colorido do produto e do resultado da cor à maquiagem. 
Tem várias marcas disponíveis no mercado com esta tecnologia, tais como O Boticário, Natura, Eudora, MAC, Sephora, Milani, entre outros.
Eu tenho alguns produtos baked conforme demonstrado na imagem e no vídeo acima. Nem todos são tão pigmentados como deveriam e/ou garantem uma aplicação fácil. É sempre aconselhável testar antes de adquirir para não ser enganada! 
Por isso, em razão da sua possibilidade de pigmentação maior, muito cuidado ao aplicá-lo para evitar o efeito “chinelada na cara” que acaba com a maquiagem, aconselho passar com o pincel com movimentos bem leves/suaves. Há quem aconselhe aplicá-los com pincel molhado para garantir a cintilância – truque muito usado em caso de sombras prensadas de baixa pigmentação.

Também falaram a respeito:
Coisas de Diva;
M de Mulher

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Dicas, Maquiagem, Resenhas

Vídeo Mais sobre Bases

hora de maquiagem
A câmera por vontade própria resolveu dividir a gravação, na primeira parte eu falo sobre as bases Teint Miracle da Lancôme, Dior Nude, Naked da Urban Decay (pesquisei e já está a venda no Brasil na Sephora), Base HD da Make Uo Forever, Studio Fix e Face and Body da MAC:

Aproveitei o embalo da gravação, continuo falando sobre outras bases, algumas que não gosto ou uso tanto:

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Desafio, Maquiagem, Resenhas

Conclusão do desafio o barato sai caro?

Há um tempo atrás, escrevi aqui sobre produtos endeusados somente em razão das marcas que na verdade não são tudo o que divulgam por aí.
No meio da divagação, resolvi fazer um desafio verificando a opção de produtos nacionais mais em conta que são similares aqueles primeiros. 
Quem me acompanha no instagram, viu que já fiz a separação dos produtos e também já fiz a primeira parte: usando apenas maquiagens baratas nacionais durante uma semana.
Seguem abaixo os produtos de maquiagens parecidos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Para variar, demorei para escrever o post uma vez que preferi colocar tudo de uma só vez. 

dia 01
Dia 01: Primer Magix da Avon, blush milan lilac O Boticário (estes produtos bakeds, ou seja, “assados”, na minha opinião não funcionam. A cor é muito forte, tem que tomar muito cuidado ao passar. Não adere bem à pele), batom 14 Vult, rímel colossal Maybelline, sombra bege Marcelo Beauty e delineador O Boticário (é bom para quem não tem muita prática com delineadores, mas eu não gosto particularmente muito dele, acaba saindo bem rápido, fraca pigmentação, sempre passo lápis por cima para garantir).
 
dia 02

Dia 02: Primer hidratante O Boticário, base stick bege claro Make B. O Boticário, corretivo em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário, potencializador de sombras O Boticário, rímel Super extend Avon e One by One Maybelline, sombra cor 17 Artdeco, sombras cores 37 e 39 O Boticário, batom Intense cor 201 O Boticário, blush (é na verdade uma sombra: ótima dica para quem não tem muitos produtos ou em caso de viagem que precisa otimizar a nécessaire) cor Kira Toro Duda Molinos.

dia 03Dia 03: Primer Magix da Avon, potencializador de sombras O Boticário, em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário, rímel Telescopic L´Oréal e The Falsies Maybelline, lápis para olhos bege Duda Molinos e quartzo Color Trend Avon, batom (era para uma campanha para proteção contra o câncer de mama) cor Lara, sombras quinteto cor 030 Revlon e quarteto ametista True Color da Avon, sombra dazzler Color Trend Avon, blush corretivo líquido color trend e outro (antigo – um dos meus favoritos pelo efeito iluminado) mix flores Marinekkon for Avon.

 

dia 04Dia 04: Primer Magix da Avon, Base e blush mineral O Boticário, flash iluminador O Boticário (foi criado como substittuto ao Touch Éclat que não cumpre com o prometido), batom tracta (substituto do batom cor up the amp da MAC, outra cor parecida é o lilás majestic), rímel Superchoc da Avon (não gosto tanto dele quanto dos demais máscaras de cílios que possuo), lápis para olhos Natura Aquarela cor 06, sombra quinteto cor 030 Revlon, quarteto 24k  da Avon, quarteto coleção fresh da Avon, quarteto Terra Bronze O Boticário.

 

dia 05Dia 05: Primer Magix da Avon, Base Ideal Shade Bege Claro Avon (funciona melhor para correções), potencializador de sombras O Boticário, em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário, rímel Colossal e The Falsies Maybelline, iluminador blush compacto Mosaico Gold O Boticário, Batom Vermelho Vivo Make B. O Boticário (substituto ao Ruby Woo), lápis para boca Neutral/Wine Color Trend Avon, delineador O Boticário, sombra cor 17 Artdeco, quarteto 24k  da Avon, quarteto coleção fresh da Avon.

 

dia 06Dia 06: Base Mineral O Boticário, lápis para os olhos Natura Aquarela cores 03 e 06, rímel One by One Maybelline, batom moranguinho (nostalgia da infância: não resisti quando encontrei) e corretivo em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário.

 

dia 07Dia 07: Primer Magix da Avon, corretivo em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário, rímel Colossal Maybelline e Superextend Avon, Base Mineral O Boticário, Base Ideal Shade Bege Claro Avon (usei como corretivo), iluminador blush compacto Mosaico Gold O Boticário, bronze True Color Avon, fixador de sombras Contém 1G (está em último lugar na minha opinião de primers para sombras: acumula nas “dobrinhas” da pálpebra interna), sombra marrom True Color Coffee da Avon, quarteto Coleção Jeans Avon, sombra azul cor 82 Artdeco, sombras em pó Luar no Oceano e Feitiço de Sereia da Coleção  Pausa Para Feminices da Tracta, quarteto azul da Miss Rôse (comprei na farmácia porque adorei a pigmentação).
Os batons de cima para baixo: cor 101 Intense O Boticário, cor Romance nº 15 e Por-do-sol nº 34 ambos da Panvel.

 

dia 08Dia 08: Base Mineral O Boticário, corretivo em líquido 4 em 1 cor bege claro Make B. O Boticário, corretivo Flash Iluminador O Boticário, sombra roll-on Rosa Romance Avon, Pó Iluminador Baked Gold O Boticário, batom cor Safira Color Trend Avon.

Como meio de facilitar e me redimir gravarei a minha conclusão sobre o desafio em vídeo tão logo o possível com as minhas opiniões a respeito dos produtos usados, além dos breves comentários acima.

Deixe um comentário

Arquivado em Desafio, Maquiagem, Resenhas

Tom de pele: segredo da MAC – guia definitivo de bases


Há um bom tempo deixei inacabado meu rascunho sobre como encontrar uma base na MAC que fosse do seu tom de pele, pois para quem sabe é puro mistério dentre tantas opções aquela que seja ideal para você.


O post ficou longo até porque é impossível apresentar um breve resumo, afinal a minha intenção é fazer o guia completo das diferentes cores disponíveis – deixei bem claro isso recentemente em uma palestra aos meus pais sobre a minha cor da MAC.


I. BASES
1. TOM DE BASES
Primeiramente, as bases são divididas em:
a) C – cool: peles mais amareladas;
b) N – neutral: peles mais neutras e beges;
c) NC – Neutral Cool: tom frio indicada para quem tem peles beges mais douradas (bege, amareladas e olivas);
d) NW – Neutral Warm: tom quente para quem tem peles beges mais rosadas ou bronzeadas de praia.
Observem a diferença das nuances:

2. DADOS IMPORTANTES
a) Tem bases da MAC, como o caso da Face and Body, você somente encontra em:
a.1) C (tons mais amarelados);
a.2) N (tons mais beges).

b) No geral, a maioria das brasileiras, das indianas e das asiáticas têm pele amarelada; enquanto que a maioria das europeias é NW, pois são branquinhas com tom rosadinho na pele.
c) Tanto faz se você é branquela ou tem facilidade de se bronzear, o que importa é o seu subtom: NC e NW.


3. NUMERAÇÃO DE CORES
Além disso, a sua cor depende do seu tom sendo que:
a) Peles claras: vão do 15 ao 30 (incluindo 2 e 3);
b) Peles morenas claras: entre 35 a 42;
c) Peles negras: entre 45 a 60.


4. DICA PARA ESCOLHER A COR DA SUA BASE:
a)  Ela deve ser da cor exata da sua face, devendo ser evitado a todo custo comprar uma base mais clara ou mais escura, se a sua pretensão é uniformizar seu tom de pele.
b) Lembre-se que cores claras destacam – funcionam como iluminadores, e as escuras dão efeito de sombreado, disfarçando.
c) Também evitar testar a cor da base na mão visto que o correto é testar no pescoço ou no próprio rosto para não deixar quaisquer dúvidas quanto à cor que uniformiza o seu rosto.
d) Há quem dá a dica que para descobrir o tom da pele, deve-se observar no antebraço em luz natural se você tem mais veias azuladas, você é NW; se as suas veias são mais esverdeadas, você é NC. Na verdade, é muita balela isso porque sou praticamente transparente e enxergo perfeitamente todas as minhas veias e posso lhes garantir que não tenho um tom de veia que se sobressai.
e) A melhor dica para quem ainda não comprou nenhuma base ou a base comprada anteriormente não deu certo, o mais recomendável é comparecer até uma loja física e pedir ajuda a um vendedor lá, testando de um lado uma NC e no outro NW.
f) Na verdade, como qualquer dica de maquiagem não é obrigatório seguir à risca, pois não há uma regra absoluta de ser aplicada, tudo é permitido, podendo inclusive misturá-los para chegar ao  resultado desejado. Aliás:
f.1) se a sua cor  indicada para uniformizar seria NC, mas você tem o hábito de se bronzear, o NW dá um tom mais corado;
f.2) se a sua cor seria NW, mas você tem a pele rosácea ou algumas áreas vermelhas, é aconselhável NC para neutralizar o seu tom de pele, bem como para dar mais efeito ao blush.
g) Se a sua base que você comprou é mais clara do que seu tom de pele, te deixando pálida, use um bronzer por cima.
h) Se você comprou uma base mais escura, para uniformizar pode aplicar junto com hidratante, primer ou mesmo um protetor solar.

 

 Minhas cores de bases são Studio Fix C2 e Face and Body N2. Estão vendo o porquê eu acho furado estas regras absolutas? Já vi muita amiga com tom de pele idêntico, mas com bases totalmente inversas!

Você também pode encontrar mais dicas sobre as bases da MAC em:
Dicas da Vic Ceridono de Dia de Beauté
Dicas da Julia Petit
Sobre as opções de bases da MAC no Blog Coisas de Diva
Sobre opções de bases da MAC no site Danipinheiro
E para descobrir na internet mesmo a sua base acesse: Foundation Matrix do Temptalia


Qualquer dúvida, estou à disposição! 


Fotos: Reprodução.

8 Comentários

Arquivado em Beleza, Dicas, Maquiagem, Resenhas

Comparação entre paletas Naked da Urban Decay


Atendendo a pedidos, resolvi fazer uma comparação entre a Naked e Naked 2 da Urban Decay:

Seguem abaixo a resenha da Naked 1:



A Naked 1 tem as seguintes cores: Virgin, Sin, Naked, Sidecar, Buck, Half Baked, Smog, Darhouse, Toasted, Hustle, Creep, Gunmetal.

A paleta ainda vem acompanhada do pincel Shadow Karma Brush. Também inclui uma amostra do Primer Potion vide aqui a resenha deste primer para os olhos:

Já a Naked 2:

A Naked 2 tem as seguintes sombras: Foxy, Half Baked, Booty Call, Chopper, Tease, Snake Bite, Suspect, Pistol, Verve, YDK, Busted, Blackout.

A paleta ainda vem acompanhada do pincel Crease & Shadow Brush. Também inclui uma amostra de um gloss (que ainda não usei).

Conclusão da resenha:
As paletas são uma boa opção para quem costuma usar sombras de tom neutro. Em ambas paleta a única cor que se repete é a Half Baked – é linda e uso bastante (não me importei com a repetição).
Observei que a paleta Naked 1 é mais indicada para quem tem pele de tom quente (mais puxado para o dourado), enquanto a Naked 2 é mais indicada para quem tem pele de tonalidade fria (mais puxado para o prata).
Gostei mais do pincel Crease & Shadow Brush da Naked 2. O lado Crease tem a medida ideal para esfumar as cores, em especial, nos cantos externos e no côncavo:
 

No começo usava mais a Naked 2, mas, após a resenha tenho usado mais a Naked 1.  No geral, não é preciso comprar ambas as paletas, se fosse para comprar somente uma, sugeria analisar seu tom de pele ou levar em consideração a paleta Naked 1 acompanha uma amostra grátis do Primer Potion (o melhor primer para sombras).


Críticas:
Não gostei do acabamento aveludado da Naked 1. Suja muito tanto com as próprias sombras quanto pelos dedos com base e outros produtos para quem, como eu, tem o hábito de usar os dedos também.
O espelhinho da Naked 1 é muito pequeno se comparado com a Naked 2.
Nas duas paletas, infelizmente, apesar das cores serem bem pigmentadas (não é necessário a aplicação de primer para as cores ficarem pigmentadas), elas esfarelam quando o pincel é aplicado para depositar a cor. Além disso, costuma ultrapassar o limite do seu pedaço. 
O valor delas não é tão em conta, todavia, compensa  pelo custo x benefício e também por causa da quantidade de sombras na paleta.

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas, Resenhas